CLIQUE E OUÇA A MELHOR

CONFIRA ALGUMAS DAS EDIÇÕES IMPRESSAS E POSTAS ON LINE

quarta-feira, abril 06, 2011

Criança é encontrada morta na rodoviária de Caldas Novas




No último domingo (03), um bebê de apenas 8 meses de vida é encontrado morto dentro de uma lata de lixo na rodoviária intermunicipal de Caldas Novas. Uma faxineira encontrou a criança já sem vida quando fazia a limpeza do banheiro feminino da rodoviária nas primeiras horas da manhã. A criança ainda estava envolto de parte da placenta da mãe. A Polícia Militar foi acionada, e enquanto uma equipe cuidava do isolamento do local, outra equipe tentava levantar dados em hospitais para saber se alguma mulher grávida em estado de aborto procurou os hospitais, mas sem êxito. A polícia técnica cientifica esteve no local e constatou nos exames preliminares que a criança foi morta por asfixia, pois seu corpo foi encontrado embrulhado em vários sacos. O perito que analisava o corpo da criança observou que ainda recém nascida instintivamente ele lutou em busca de ar. O bebê era menino. O corpo estava dentro de um cesto de lixo, enrolado por vários sacos de plásticos pretos que impossibilitaram o bebê de respirar. Para o comandante do 26º Batalhão, tenente coronel, João Batista de Freitas Lemes, encontrar a autora do fato é questão de tempo, “Sempre tem alguém que viu ou ficará sabendo desse caso aterrador, e isso poderá ajudar as pessoas que estiveram próximo da autora e acompanharam sua gravidez a denunciar. Fica aqui o apelo da polícia, se você souber de alguma mulher que estava grávida de 8 meses e abortou, comunique-se imediatamente com a delegacia de polícia de Caldas Novas, pois assim você poderá ajudar a polícia chegar na autora desse crime bárbaro”. Disse o comandante hoje cedo no programa Plantão Policial. As fotos são chocantes, mas servem de alerta até onde está chegando à maldade humana. Enquanto há milhares de mulheres espalhadas pelo mundo inteiro lutando para ser mãe, há aquelas que de forma covarde matam seus filhos sem ao menos lhe dar a mínima chance de viver.
Fotos e matéria: Alison Maia

0 comentários:

Feliz Natal